Histórias que se misturam

02/08/2022      104

Crédito: Divulgação

Histórias se cruzam o tempo todo, tanto histórias pessoais quanto histórias de uma cidade ou empresa. O passado tem essa mania que sempre nos surpreender mostrando como já havíamos cruzado em algum momento com tal pessoa. Cada cidade, cada família e cada lugar têm suas próprias histórias, e o passado da família Gnich se cruza com o passado da cidade de Ernestina.

Há cem anos, no dia 02 de Agosto de 1922, os pais de Osvino Gnich, 85, chegavam a terras Ernestinenses para morar, criar uma família e ver todo o crescimento não apenas da cidade (que na época não era nem cidade ainda), mas, da família em si também.

                Osvino o mais novo de seis filhos (quatro mulheres e dois homens), conta que os pais demoraram três dias para chegar vindos de Nova Prata. Andando numa carroça, o pai de Osvino, Carlos Gnich, já conhecia o local onde morariam, enquanto que a esposa Ida Gnadt não conhecia ou sabia onde ficava a nova residência.

A primeira casa que seus pais moraram era metade de madeira e metade feita na terra. Futuramente conseguindo melhorar a casa ao construir uma cozinha nova. Carlos foi agricultor a vida toda e sempre fez questão de os filhos trabalharem em casa, seja como fosse.

Osvino ressalta que ninguém da família nunca se meteu com política, mas, sempre fizeram todo o possível para ajudar os outros. Aos poucos a família foi aumentando e com isso às terras também, adquirindo novos terrenos.

Dado momento Osvino mostra uma réplica da segunda casa onde morou, feita de madeira, e aponta para a parte da frente mostrando onde era a sala e contando que os seis dormiam no mesmo quarto todos juntos.

Carlos faleceu em 1977, e Ida no ano de 1985 e com isso não puderam ver o quanto a família cresceu ao longos desses anos todos. Muita coisa mudou em 100 anos, a tecnologia evoluiu muito, a sociedade mudou, guerras ocorreram, mas, a família Gnich sempre esteve no mesmo lugar, em Ernestina vendo e participando da evolução e crescimento da cidade.